Lições do Desejo - Madeline Hunter

Título: Lições do Desejo
Série: Os Rothwells #2
Autora: Madeline Hunter
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 261
ISBN: 978-85-8041-201-7


Classificação: 4/5

Atraente, sutil e tentador, lorde Elliot Rothwell é um homem acostumado a fazer sucesso entre as mulheres e a conseguir tudo o que deseja delas.
Mas isso não se aplica a Phaedra Blair. A brilhante e exótica editora não parece disposta a ceder a seu pedido e cancelar a publicação das memórias de um membro do Parlamento que podem manchar o nome nobre da família Rothwell.
A pedido de seu irmão mais velho, o marquês de Easterbrook, Elliot vai a Nápoles para negociar com Phaedra. Historiador de renome e autor de livros respeitados, tudo indica que ele seja a pessoa ideal para a tarefa.
Porém, em vez de encontrar a bela mulher descansando á beira do mar Tirreno, Elliot descobre que ela está presa por causa de uma acusação injusta. Graças ao prestígio da família, o nobre consegue libertá-la, mas também se torna responsável por ela até voltarem à Inglaterra.
Percorrendo juntos uma das regiões mais belas e românticas da Europa, eles vão descobrir que discordam de quase tudo o que o outro penso ou faz - exceto o que fazem juntos na cama. E, nessa aula do prazer, serpa cada vez mais difícil saber qual dos dois tem mais a ensinar.

A Série:
2. Lições do Desejo

3. Jogos do Prazer
4. Segredos de um Pecador

O primeiro livro desta série, eu não gostei muito, mas neste segundo volume, eu adorei.
Elliot é o irmão mais novo da família Rothwell. Ele é historiador, e assim como seus irmãos Hayden e Christian (claro, quando Christian sai de casa) atraem a atenção feminina.

Phaedra Blaire é uma mulher evoluída para a sua época, por isso as pessoas a criticam. Ela é jovem, bonita, de cabelos cacheados ruivos que ela os usa soltos ao vento, o que naquela época era uma grande afronta a sociedade, pois as mulheres não deviam usar seus cabelos soltos, e ainda mais a coloração do seu cabelo não era muito conveniente aos padrões da sociedade. E para completar usava apenas roupas pretas, mais um ponto para ser alvo de comentários, pois as moças deveriam usar roupas coloridas, e as roupas pretas eram reservadas para as viúvas.
A mãe de Phaedra fazia parte de grupos de estudos e poesia. Para aqueles que não são habituados a leituras de romances históricos, era considerado quase que um crime uma mulher ter acesso a assuntos relacionados a economia, política, ter uma educação, e a mãe de Phaedra não só conhecia esses assuntos como ela discutia com acadêmicos e professores de universidades. Assim, como a mãe Phaedra teve a mesma educação e participava de alguns grupos semelhantes ao que sua mãe participava, e levava a vida como bem entendia, mais um motivo para ela ser apontada como a 'estranha'.

Mas tudo muda para Phaedra quando seu pai falece e pede a filha que publique suas memórias, sem alteração alguma. Mas acontece que essas memórias irão envolver muitas famílias influentes da sociedade.
Dentre estas famílias os Rothwells estão envolvidos. Christian sabendo da notícia, pede a Elliot que vá atrás de Phaedra e convença a moça a mudar de ideia, pois nestas memórias Christian sabe que se a notícia vier a tona, a família irá se autodestruir, além de ser um choque imenso na sociedade.

Com isso Elliot vai a Nápoles, onde ele sabe que Phaedra está, mas quando a encontra ela está presa. Para ser solta tinha uma condição, ela teria que ir embora da cidade e ainda ter uma pessoa responsável por ela, ou seja o nosso querido Elliot teria que assumir a responsabilidade.
Por conta disso, eles terão que viajar juntos, e logo nos primeiros momentos eles percebem que suas ideias são diferentes e por isso eles sempre batem de frente. Levando a grandes desavenças e uma forte atração.


Até o momento, foi o livro que mais gostei da série, embora ainda que eu tenha que ler o quarto e último livro da série.
Aqui temos uma mocinha totalmente avessa as convenções da época. Phaedra é uma mulher bonita, que desperta olhares e comentários, de espírito livre, que toma dos homens seu amor e sua paixão, sem se apegar a eles.
Elliot leva quase que o mesmo estilo de vida de Phaedra, o que faz com que eles batam de frente. 
Um ponto forte pra mim que fez com que eu gostasse deste livro é por causa da personalidade dos personagens, que são fortes, ousados e independentes.
O foco do livro não é o romance a atração  que o casal sente, vai além disso. O foco é a dificuldade da aceitação que as mulheres enfrentavam naquela época, por terem um conhecimento maior, que muitas vezes era visto como 'proibido'.

Adorei este livro, e indico a série para quem curte romances históricos.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Nome:
Blog/Site:

Topo