A Terra das Sombras - Meg Cabot


Título: A Terra das Sombras
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 284
ISBN: 978-85-01-06871-2
Nota: 5/5

Suzannah seria uma adolescente igual a todas as outras se não tivesse um om especial: a capacidade de ver fantasmas. Ela é uma mediadora, uma pessoa que tem como missão ajudar essas almas penadas a descansarem em paz. E isso significa ... problemas. Como explicar a sua mãe ou aos professores que suas travessuras noturnas foram provocadas por ... assombrações?
Quando a mãe se casa pela segunda vez e se muda de Nova York para a ensolarada Califórnia, as coisas parecem que vão melhorar. Mas, ao chegar lá, Suzannah percebe que sua nova família mora em uma casa antiga. E, é claro, assombrada. Só que, desta vez, é um fantasma bonitão que nada faz para assustá-la. Muito pelo contrário.
Os problemas dela, porém, não estão no lar, mas na escola. Lá o espírito de uma garota, que se matou por cauda do namorado, ameaça a segurança de todos. Só Suzannah com suas habilidades e poderes especiais pode salvar os amigos e professores da fúria terrível de uma assombração com grandes poderes.
A Mediadora, mais uma série de sucesso de Meg Cabot, é uma história de tirar o fôlego. A Terra das Sombras, primeiro volume das aventuras de Suzannah, é cheio de ação, mistério, suspense e, é claro bastante romance. Pois por mais que ela seja uma mediadora, com poderes sobre o mundo dos mortos, seu coração bate mais forte na presença concreta de um garoto atraente, inteligente, gentil e de carne e osso.

A Série:
1. A Terra das Sombras
2. O Arcano Nove
3. Reunião
4. A Hora mais Sombria
5. Assombrado
6. Crepúsculo

Por que eu demorei tanto para ler essa série? Não sabia o que estava perdendo durante todo esse tempo. Se você assim como eu, não conhecia esses livros estupendos, vem conhecer essa série ;)


Suzannah Simon tem 16 anos e tudo o que ela quer é uma vida de adolescente normal. Sabe ela só quer se preocupar com suas roupas, cabelo, maquiagem, seu primeiro beijo, mas as coisas não são bem assim.
"Quer dizer, é claro que outras pessoas podem vê-los. Caso contrário, não teríamos casas mal assombradas, histórias de fantasmas, seriados de mistério e tudo mais. Mas existe uma diferença. A maioria das pessoas que veem fantasmas, só veem um. Já eu vejo todos os fantasmas." p. 31
"Eu vejo pessoas mortas", é uma frase que define muito bem a Suze que desde seus 2 anos, vê fantasmas. Ninguém sabia do dom da menina até os seus 6 anos, quando seu pai morreu de mau súbito, e desde então ele tem auxiliado a filha nesta caminhada de mediador.
A missão dos mediadores são ajudar as pessoas que já morreram, mas que por algum motivo ainda continuam neste mundo. O que Suze faz é descobrir o que os mantêm presos, e resolver a pendência. o que não se torna uma tarefa muito fácil em alguns casos, já que ela acaba se metendo em muita confusão.
Mas, além de tudo isso que Suze tem de lidar agora com uma mudança drástica em sua vida. Após 10 anos vivendo apenas ela e sua mãe após a morte de seu pai, eis que agora ela irá entrar para outra família. Sua mãe se casou com Andy, e ele tem três filhos que Suze carinhosamente os apelidou de Soneca (Brad), Dunga (Jake) e Mestre (David). Os quais ela não se simpatiza nem um pouco, nem eles com ela, já que eles tem conhecimento de todas as confusões que ele se meteu, e seu look todo despojado no preto não ajuda muito.
Agora Suze terá de se mudar de Nova York e irá se mudar para Carmel, uma pequena cidade da Califórnia. Ou seja, tudo o que uma adolescente quer, se mudar para uma cidade onde não conhece ninguém, e ainda mais no meio do ano letivo. Mas, quando ela chega na casa onde vai morar ela descobre que a casa foi uma pensão do XVIII, onde tem direito a marcas de bala na parede e tudo, então Suze meio que estava preparada para encontrar fantasmas por ali, mas não esperava que pudesse encontrá-lo em seu quarto.
Quem habita o quarto de Suze é Jesse, que foi morto em 1850, mas que por algum motivo continua por aí. Mas, ele é um fantasma simpático e educado, que logo se torna amigo de Suze, mas o motivo de sua morte, ou o motivo dele continuar vagando é um mistério.
"-Suzannah.- Jesse postou-se na minha frente no exato momento em que eu dei meia volta mais uma vez, para percorrer feito uma siderada o mesmo caminho que estava percorrendo há alguns minutos. Fui obrigada a parar, apanhada de surpresa pela sua proximidade, meu nariz praticamente batendo no exato ponto em que o colarinho da sua camisa estava aberto. Jesse agarrou os meus dois braços com firmeza e rapidez, para me fazer parar." p. 156
Mas, além de Jesse, Suze irá se deparar com outro fantasma. Na academia Junipero Serra, que é um colégio católico, bem renomado, Suze consegue uma vaga porque uma garota se matou por causa do namorado,e agora ela quer vingança.

Essa série está parada na minha estante desde a Black Friday de 2014, sabe como é? 'Depois eu leio', e vai adiando, e quando você já se passaram anos. Mas, gente porque não li essa maravilha antes? Eu amei e essa série já entrou para as minhas favoritas da vida.
Os livros da Meg são sempre a minha válvula de escape quando estou desanimada, ou com uma ressaca literária. E gente, eu devorei essa série, se eu pudesse teria lido ela inteira em uma semana, mas os compromissos não permitiram.
 Os livros são de uma escrita fluída, e você acaba se divertindo com a forma que a Suze narra a história, ela se tornou uma das minhas protagonistas favoritas também. Me simpatizei com todos os personagens no geral, e é legal nós acompanharmos este processo de adaptação da Suze, já que a sua vida foge tanto da regra. O que falar do Jesse? É um personagem amor, no primeiro momento que você o conhece, como não se simpatizar com ele? E assim como a Suze nós queremos saber o que aconteceu com ele há mais de 150 anos e porque ele ainda continua vagando.
 É uma história que te prende principalmente porque você começa a se envolver com os personagens, e você quer descobrir o que vem a seguir, você termina um livro e mal percebe quando está começando o próximo. Essa minha edição é econômica, daquela que vem naquela sacolinha com os  volumes, apesar de ser edição econômica, é uma edição que tem orelhas, mas contêm páginas brancas, o que para mim não incomoda ao menos se eu tiver que ler no sol.
Mas no geral, gostei da edição. Quem quiser investir nela, aconselho ;)
"Não há no céu fúria comparável ao amor transformado em ódio nem há no inferno ferocidade como a de uma mulher desprezada." p. 165

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Nome:
Blog/Site:

Topo