Eu indico: A Garota Dinamarquesa


Oi, gente linda, tudo bem com vocês?
Hoje eu venho indicar para vocês um filme magnifico. 
Ele está concorrendo ao Grammy, mas não foi por este motivo que eu decidi assisti-lo, mas sim porque já tinha visto o trailer no ano passado e soube que por mais que a história, se tratasse de um tema forte ao mesmo tempo seria um bom filme, e meu palpite estava mais que certo.
A trama se passa no contexto da Dinamarca em meados dos anos 20, onde conta  história do casal Einar Mogens Wegener e Gerda Gottlieb. Um casal bem 'moderno' por assim, dizer pois não eram como aqueles casais que em todos os eventos tinham de sair juntos, as vezes eles iam sozinhos. Além do mais tanto Einar quanto Gerda, são pintores.
Para terminar um de seu quadros há tempo, Gerda pede a Einar que a ajude a terminar o seu trabalho, já que sua amiga, não pode ir ajudá-la, então Gerda pede ao marido que ele coloque os sapatos, e as meias para que ela consiga terminar o trabalho. Mas, nem um dos dois imaginaria o que este episódio poderia desencadear.
Em um convite para esses eventos, Einar diz a esposa que está saturado e que não quer ir, mas a esposa da a ideia, de que ele vá como outra pessoa, então ela o ajuda a se vestir como uma mulher, se passando por Lili.
Mas este ato, faz com que lembranças do passado de Einar voltem ao presente e faz com que ele e sinta em dúvida, do que ele realmente é.

O filme é baseado na história verídica de Lili Elbe, que nascera como um homem, mas que no seu íntimo não se sentia a vontade com o seu corpo, com o seu gênero. O filme retrata, toda essa passagem de se auto descobrir, descobrir quem o protagonista quer ser.
A atuação dos atores etá fenomenal. Você sente o amor que a espoa tem com o marido, e mesmo ele tomando uma decisão crucial, ela o apoia mesmo assim, sabendo que não terá mais o seu marido, mas em seu lugar uma amiga, a única coisa que ela quer é a sua felicidade. 
Einar é interpretado pelo ator Eddie Redmayne,  que protagonizou o filme "A Teoria de Tudo" e participou de "Os Miseráveis" de 2013. O único filme que assisti com Eddie, foi Os Miseráveis (que é um outro filme que indico), onde fez uma boa atuação, mas neste filme A Garota Dinamarquesa, ele se consagrou, porque é um papel difícil de se interpretar.
O mesmo tenho a dizer sobre Alicia Vikander, que interpretou Gerda, assisti alguns filmes com a atriz, mas confesso que não tinha prestado atenção na atriz, a partir de agora vou prestar mais atenção. Ela demonstrou, uma mulher forte e destemida, que luta pela felicidade de seu marido, independente das consequências.

Porque é um filme forte?
Lili foi a primeira pessoa a sofrer uma cirurgia de mudança de gênero, mas até chegar a este ponto, ele passou por muitos médicos, que os submeteram a torturas psicológicas, a internamentos até a tratamentos de radiação. Conforme a história vai se passando, sentimos como se estivéssemos vivendo a situação junto com o personagem. 
Sem sombras de dúvidas, é um filme emocionante, que me fez chorar nos últimos trinta minutos sem interrupção.

É um filme sobre o auto descobrimento e acima de tudo sobre o significado do verdadeiro amor.
O filme está em cartaz nos cinemas, e o livro baseado no filme acho logo mais estará sendo vendido pela Editora Record.










7 comentários

  1. Estou com muita vontade de ver esse filme desde que vi a propaganda dele via face e ai vieram os prêmios e tudo o mais... A transexualidade é um tema que me interessa, que me inquieta sobre o qual sempre quero saber mais soma-se a isso uma trama histórica, densa e emotiva... Parabéns pela resenha sem spoiler!

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem - vindo (a) ao meu cantinho. Fiquei assim como você curiosa para conferir o filme, e quando assisti adorei. Gosto de ver as outras faces de uma história, só posso garantir que você irá se envolver e se emocionar muito.

      Bjux ;)

      Excluir
  2. Em janeiro a Rocco lançou o livro mas acho que vou por enquanto assistir ao filme mesmo, o tema é muito interessante e se tratando de uma história real é melhor ainda.
    Abraços,

    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Sorteio dos cinco livros da série As Crônicas de Gelo e Fogo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do filme, mas não pretendo ler o livro, ao menos por enquanto, esta fresco na memória ainda kkk. Mas, assista sim ao filme, vale a pena.
      Bjux ;)

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi! Eu não tenho nenhum preconceito em relação a homossexualidade, apesar de não concordar sobre este estilo de vida. Creio que devemos amar uns aos outros, assim como diz na Palavra. Estou falando isso, porque mesmo eu sendo cristã e não apoiando esta prática, acho interessante como atores podem realmente entrar no personagem e passar toda a confusão, todos os sentimentos que as pessoas (não falando de homossexualismo, mas na vida mesmo) sentem na vida real.
      Bom, gostei do post :)
      Bjs

      www.thoughtsandadventures.com.br

      Excluir
    2. Fico feliz que tenha gostado do poste e espeito a sua opinião Ruhh. Eu antes era mais negativa sobre esse assunto, mas acabei abrindo mais a minha cabeça, e cheguei a conclusão de que cada um tem de fazer aquilo que se sente bem. Bom, mas essa é a minha opinião.

      Bjux flor ;)

      Excluir

Nome:
Blog/Site:

Topo